Pare de pagar juros e passe a recebê-los

by - fevereiro 18, 2019

Financiamentos, juros no rotativo do cartão de crédito, empréstimos e cheque especial. Estes são exemplos recorrentes na vida da população no Brasil e no mundo. 

A falta de informação, o impulso em consumir sem um estudo prévio, aliado a facilidade em obter crédito em instituições financeiras fazem com que as pessoas criem uma bola de neve, e se afundem ainda mais em dívidas. 

A partir do momento em que você adquire um bem por meio de um financiamento, passa a se tornar devedor do banco/financeira no qual financiou este bem em seu nome. Assim, a instituição oferece opções de prazos para quitação da dívida, e em troca faz a cobrança de juros adicionados ao valor final do produto. 

O mesmo serve para as outras modalidades citadas anteriormente. Adquirir dívidas e criar o costume de pagar juros, são péssimos hábitos para a sua saúde financeira.

A diferença entre pagar e receber juros

Adquirir bens de consumo pagando taxas, te obriga a pagar mais caro do que iria pagar se tivesse dinheiro para pagar à vista, e é isso que impede muitas pessoas de acumular patrimônio. Inicialmente parece algo inofensivo ao seu bolso, mas com o passar do tempo e quanto maior for a taxa a ser acrescida, maior o estrago que esses juros irão causar em suas finanças.

A solução? criar o hábito de poupar para pagar suas compras a vista, e comprar apenas aquilo que é necessário e indispensável naquele momento. Você deve fazer uma rápida reflexão, e ter em mente se de fato estará fazendo uma compra consciente. 

As pessoas que pagam juros separam parte da sua renda para o pagamento das dívidas, ou seja, diminuem sua renda ativa (proveniente do seu trabalho) para quitar seus débitos. Por outro lado, as pessoas que não pagam juros e ainda os recebe, além de não comprometerem a renda ativa, passam a gerar renda passiva e recebem juros frequentemente.

Diante disso, quem recebe juros e acumula patrimônio se torna cada vez mais rico, já quem não os recebe e paga altas taxas se torna cada vez mais pobre, e vê seu patrimônio diminuir. A grande sacada é gerar renda passiva para ficar cada vez menos dependente da sua renda ativa (trabalho), e alcançar a liberdade financeira em seus investimentos.

Inclua bons hábitos financeiros em seu dia a dia

Para buscar a mudança que você precisa para passar a ser um credor, é necessário uma mudança de hábitos financeiros, como por exemplo:
  • Registrar todos os seus gastos: Crie planilhas de controle e monitore seus gastos. Saiba como seu dinheiro está sendo usado e estipule um limite para esses gastos.
  • Peça descontos: Compre sempre a vista e peça descontos quando for adquirir algum produto ou serviço. Muitas lojas e estabelecimentos comerciais oferecem vantagens para quem faz pagamentos à vista. Em último caso utilize o cartão para parcelar a compra, caso não seja dado desconto.
  • Tenha um cartão de crédito sem anuidade: Muitos empresas ainda cobram anuidade para que você desfrute dos seus serviços de cartões de crédito. A boa notícia é que o mercado vem mudando e muitas opções estão surgindo, eu utilizo o Nubank como cartão e não tenho do que reclamar, me atende perfeitamente diante das necessidades que tenho.
  • Pague-se primeiro: Ao receber seu dinheiro do mês, separe uma parte para investir para o seu futuro e para formar sua reserva de emergência, e o percentual restante é destinado para suas despesas pessoais do mês.
  • Não compre por impulso: Reflita e analise bem se realmente necessita daquilo que está pensando em adquirir. Na dúvida não faça nada, pense um pouco mais e só compre quando tiver plena certeza do que quer.
  • Não faça dívidas, invista: Monte sua reserva financeira e só compre aquilo que tem dinheiro suficiente para obter. Invista em você e no seu futuro, para ter tranquilidade e liberdade.

Conclusão

Seja qual for sua situação financeira nesse atual momento, procure criar bons hábitos de consumo e entre em sintonia com suas finanças. A partir do momento que você desenvolve essas habilidades, irá ter maior facilidade e não sofrerá tanto ao chegar no fim do mês no vermelho.

Comece a poupar e investir o quanto antes, e passe a estudar e escolher bons ativos para investir e receber juros, para então construir e acumular patrimônio de forma consistente. Esse é um dos princípios básicos para uma vida tranquila e sem tantos apertos, além de ser o passo inicial na sua jornada em busca dos seus objetivos.

Dito isso, busque sempre adquirir novos conhecimentos e busque o seu amadurecimento financeiro, aprendendo a lidar melhor com seu dinheiro. Essa é a única forma de sair da corrida dos ratos e vencer o jogo, a mudança de comportamento é fundamental.

Até a próxima!

You May Also Like

0 comentários